Reunião Regional da SBPC em Tabatinga - Tabatinga / AM - 2009
G. Ciências Humanas - 7. Educaçao - 11. Ensino-Aprendizagem
Fatores e Causas da Desmotivação Escolar dos Alunos do Nono Ano do III Ciclo da Escola Estadual Mal. Rondon do Município de Tabatinga-AM
Simone de Aguiar Leitão1
Ana Letícia Ferreira de Carvalho1
1. Universidade do Estado do Amazonas - UEA
INTRODUÇÃO:
A falta de motivação dos alunos constitui um grande problema para os professores (Veiga, 1996; 2001), pesquisas mostram que os alunos chegam às escolas cada vez mais desmotivados, o que gera a repetência e muitas vezes a evasão escolar. Segundo Zenti (2000), são muitos os problemas causados pela desmotivação, porém, afirma que o professor com sensibilidade e energia talvez consiga enfrentar o desafio. De acordo com Torre (1999), na maioria dos encontros de professores, a queixa presente é com relação ao desinteresse dos alunos em querer aprender. No entanto acreditam que “esse fato afeta diretamente professores e alunos em função das áreas de estudo, dos níveis do sistema educacional e das características socioculturais de quem aprende, entre outras”. Para Bock, Furtado e Teixeira (2002), a motivação para acontecer é necessário considerar os três tipos de variáveis: o ambiente (familiar, escolar e o meio social); as forças internas ao indivíduo(necessidade, desejo, vontade, interesse, impulso e instinto) e o objeto que atrai o indivíduo por ser fonte de satisfação da força interna que o mobiliza. Assim, o objetivo desse trabalho foi identificar algumas das causas e fatores da desmotivação escolar na variável ambiente em uma turma do nono ano do terceiro ciclo noturno, em uma escola pública do município de Tabatinga-AM.
METODOLOGIA:
As metodologias adotadas para tal investigação de natureza qualitaiva e quantitativa foram a aplicação de questionário para os professores, alunos, pais, gestor e coordenação pedagógica, levantamento bibliográficos e questionário diagnóstico da escola. Os métodos utilizados para avaliar os resultados obtidos foram o método indutivo e o método hipotético-dedutivo.
RESULTADOS:
Verificou-se que os professores encontram-se muito motivados para execução de seu trabalho, pois 20% declararam-se satisfeitos e 70% muito satisfeitos, apenas 10% pouco satisfeitos. Quanto aos alunos constatou-se que 30% estiveram muito satisfeitos, 40% declararam-se pouco satisfeitos e 30% insatisfeitos com o processo ensino-aprendizagem. Os dois últimos apontam como causas a metodologia adotada pelo docente em sala de aula, os conteúdos programáticos não serem discursivos e ainda questões pessoais relacionadas aos fatores intrínsecos do aluno. Para Bzuneck (2001), os efeitos imediatos da motivação do aluno consistem em ele se envolver ativamente nas tarefas pertinentes ao processo de aprendizagem. Desta forma mostrará um interesse recíproco ao professor na realização das atividades propostas, contribuindo ainda para o seu próprio desenvolvimento intelectual, psíquico e crítico-reflexivo. Cerca de 60% das famílias avaliadas consideram-se satisfeitas com as atividades escolares desenvolvidas pela escola, 10% muito satisfeita, 20% pouco satisfeita e 10% insatisfeita. Apesar do alto grau de satisfação declarado, observou-se que a família não possui participação ativa nas atividades desenvolvidas pela escola, paradoxalmente os insatisfeitos são justamente aquelas que conhecem a realidade escolar e considera que melhorias devem ser proporcionadas ao ensino de seus filhos.
CONCLUSÃO:
No caso estudado, a motivação dos professores não parece chegar até o aluno. Tratando-se do turno noturno, a maioria dos alunos trabalha e chegam em sala de aula desgastados, as metodologias adotadas não condizem com os anseios dos alunos, o tempo de aula é reduzido, a falta de recursos tecnológicos, o cansaço físico e psicológico dos alunos e professores e a estrutura escolar, juntamente com a falta de participação da família no cotidiano escolar, foram os fatores observados como preponderantes na motivação escolar dos alunos.
Palavras-chave: Ensino/Aprendizagem, Metodologias, Motivação Escolar.